Em que mundo você vive?

Vivemos num mundo de grande diversidade e isso, óbvio, é muito saudável. Óbvio para quem já conseguiu enxergar o mundo de uma maneira mais franca, não apenas consigo, mas com o restante da humanidade que, querendo ou não, está ao seu lado. Sorry, essa é a mais pura realidade: não vivemos sozinho e o outro influi na nossa vida em maior ou menor grau, mas sempre influi. 

E isso também incomoda, em especial àqueles que sempre foram aparentemente iguais, mas por dentro sofrem todo o tipo de perturbações inerentes de sua falta de firmeza perante o mundo. É normal que esses tenham resistência ao diverso, mas ao ponto dessa resistência se tornar ojeriza e, em última e não rara instância, violência, torna a reação um caso de polícia e psiquiatria. 
Hoje li um post do Klero que me deixou bastante sensibilizado, apesar de eu já haver colocado minha assinatura em favor desse movimento tão bacana que é o Não à Homofobia. O objetivo do site é recolher assinaturas virtuais para a aprovação imediata da Lei 5003/2001 (Projeto de Lei da Câmara 122/2006), que torna crime passível de reclusão de toda e qualquer violência "resultantes de discriminação ou preconceito de gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero". 

Não custa nada, leva alguns segundos e você ajudará a criar um Brasil mais justo e menos violento perante a diversidade. Dizer não à violência, seja ela qual for, é obrigação de todos.